segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Pesco porque amo pescar


Segue abaixo um texto antigo, de autoria de Robert Traver, mas que só achei por estes dias na internet (Turma do Biguá). Achei interessantíssimo pois ele contempla diversos sentimentos meus, e creio que também de muitos pescadores com relação à pesca. Eu apenas adicionaria que quando pesco, não só encontro solidão sem abandono, como também me encontro!


Foto: Pinterest - Aaron Kerchner

"Pesco porque amo pescar. 
Porque amo os locais onde os peixes são encontrados, que são invariavelmente belos, e odeio os locais invariavelmente feios onde se encontram multidões.
Pesco porque, assim, fujo dos comerciais de TV, de reuniões sociais e de falsas atitudes que a comunidade nos impõe.
Porque, em um mundo onde a maioria dos homens parece passar a vida fazendo coisas que detestam, minha pesca é uma fonte inesgotável de prazer e um pequeno ato de rebeldia.
Porque os peixes não mentem ou enganam, nem podem ser comprados, subornados ou impressionados pela força do poder, respondendo sempre à quietude, à humildade e a uma infinita paciência.
Pesco porque suspeito que os homens percorrem este caminho somente uma vez e não quero desperdiçar minha viagem.
Porque não existem telefones nos rios em que pescamos. Porque somente na natureza posso encontrar solidão sem abandono.
Porque o whisky que se bebe em uma velha caneca à beira de um rio sempre é mais saboroso. Porque talvez um dia, eu capture uma sereia.
E finalmente, não porque eu considere pescar algo tão terrivelmente importante, mas porque suspeito que tantas outras preocupações dos homens sejam igualmente sem importância...
E nem de longe tão divertidas." 

Robert Traver

sexta-feira, 4 de setembro de 2015

A cada dia mais... Não! A cada dia MENOS!!

Pois é!! Como pode?

O que se passa nesse mundão doido? O ano passando cada vez mais rápido e eu fazendo cada vez menos o que eu gosto, dedicando menos tempo ao que realmente importa, aos momentos onde me encontro...

Foi só quando resolvi fazer esta postagem me dei conta de como o ano está passando e eu quase não fui praticar o meu kayak fishing!!

Muita coisa mudou neste ano, inclusive eu, que me mudei de Guarulhos para o Sul de Minas Gerais, este é um dos motivos de caírem mais ainda minhas idas pra água...

Fui em maio, e me esqueci de registrar (compromisso comigo mesmo) neste blog, provavelmente por não ter sido um dia bom, perdi um conjuntinho de carretilha e vara, deixei cair na água, nada de muito valor além do valor sentimental. Acabou que só fiz duas fotinhos, uma delas com cara de azedo, estaria pressentindo a perda? Hahahaha!


Maio - 2015

 Está vendo este conjuntinho na minha mão?

Pois é, perdi!




03/09/2015

Fui dar uma caidinha pelas águas do Sul de MG, já está na hora de começar a explorar os lugares por aqui, mesmo que mais longe do que eu estava acostumado em média morando em GRU.

Chegando na represa:


Arranjei um fiel amigo por lá: 




Tinha uns lugares diferentes:



Tentei traíras em diversos pontos que achava promissores, mas não apareceram.
Só saíram uns lambas no fly.


Já indo embora:


Pedalei a represa toda, é bem pequena.



- FIM -







quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

Pra fechar o ano!

27/12/2014

A pescaria para encerrar o ano de 2014

No finalzinho da tarde, momentos antes de entrar um vento sul muito forte trazendo muitas nuvens carregadas, muitas ações com os tucunas nas iscas de superfície. Emoção pura!










Pescar em pé no ProAngler 14 é moleza!






Pescar e soltar SEMPRE!

E o resultado da pedalada foi este:

- FIM -





Pedalada em Mairiporã

08/12/2014

Foi meio que um tiro no escuro! Não tínhamos notícias de pescarias realizadas no local ultimamente, a única informação que tínhamos é que dentre os reservatórios do Sistema Cantareira, este ainda mantinha um bom nível de água. Então resolvemos arriscar, e após 4 anos da nossa última investida lá estávamos nós novamente.

Chegamos e saímos cedo, como de costume.


Optamos ir em direção a barragem, fui "batendo" em diversas estruturas pelo caminho, foi possível avistar alguns jacundás, ocorreram umas poucas ações sem efetivar a fisgada.

Na barragem utilizei isca de fundo e senti que pequenos jacundás atacavam a isca, seguiu assim por algumas vezes, até que um permitiu ser fisgado.


Ali próximo estavam uns barcos do GOE fazendo exercícios e não demorou para que fossemos convidados a nos retirar do local.

Voltei explorando outras estruturas, atravessei dois dutos em busca de outros canais, mas realmente a pescaria foi pouco produtiva, restando se consolar com o passeio e curtir o visual da represa, que é muito bonita.


Ao final da pedalada, 17,7km



---


Sobre o Sistema Cantareira e a crise de abastecimento de água



Tem rolado pela internet uns vídeos feitos por pessoas que são, ou muito burras, ou muito mal intencionadas. Estes vídeos mostram justamente esta represa (Paiva Castro) em Mairiporã e por ela estar praticamente no nível normal, dizem que a crise hídrica é uma invenção, que secaram uns "bracinhos" de outras represas de propósito para pressionar uma privatização da água para a Nestlé e Coca Cola, um monte de bobagens e teorias da conspiração.

O perigo está justamente em um grande número de pessoas acreditar nestes vídeos-delírios e deixar de economizar água, coisa que deve ser feita, a bem da verdade, independente de crise ou não.



O fato é que o Sistema Cantareira é composto por 5 represas interligadas por túneis. Esta represa de Paiva Castro é a penúltima e representa apenas 5% do volume de água de todo o sistema, daqui a água é elevada por bombeamento para uma outra pequena represa chamada Águas Claras e de lá vai para estação de tratamento e depois para a rede de distribuição.

Não precisa ser muito inteligente para saber que esta lógica utilizada pelos defensores desta "teoria da conspiração" não faz o mínimo sentido, que mesmo estando cheia, Paiva Castro com seus 5% do volume total do sistema não é garantia alguma, é a mesma coisa que o cidadão esvaziar a caixa d'água de sua casa e sobrar apenas um balde cheio, ele fica olhando para aquele balde e acha que não vai faltar água!

Na data desta postagem o sistema está om apenas 5,95% da capacidade
Então se você viu alguns destes vídeos-delírios na internet, e principalmente se compartilhou, faça o favor, não acredite em tudo que está na internet, informe-se antes!


Só para fazer pensar:



Uso da água no mundo



-FIM-




quinta-feira, 13 de novembro de 2014

4º Encontro de Caiaques em Boiçucanga - 2014

Organizado pelo Paulo Armageddon da Caiaqueiros o 4º Encontro de Caiaques de Boiçucanga  aconteceu nos dias 09 e 09 de novembro.


Esta dição contou com cerca de 300 inscritos e reuniu mais uma vez na praia de Boiçucanga em São Sebastião-SP um grande número de entusiastas pela canoagem e pesca com caiaque.



Nós chegamos bem cedo, a equipe da Caiaqueiros ainda não tinha montado a estrutura sob as tendas, tinha presente alguns caiaqueiros que madrugaram como nós ou dormiram por lá.
Fomos em família e como bem destacou o Armageddon, o evento deste ano foi bem familiar, era comum ver casais, pais, filhos curtindo toda a energia boa que rolou por lá.





Praia vazia pela manhã


Assim como nos outros anos, o encontro contou com o patrocínio de fabricantes de caiaques e acessórios para pesca que expuseram e comercializaram seus produtos.

Brudden Náutica
Brudden Náutica: Caiaques Safari e Hunter e Emifran - Caixas de pesca


Caiaker
Caiaker: Caiaque Pinguin Fishing e Foca Duplo

Emifran
Emifran: Caixas e estojos de pesca - Foto: Emifran


Boto
Boto: Coletes Salva Vidas

Ballyhoo
Ballyhoo Proteção Solar


Hidro2Eko
Hidro2Eko - Caiaques Caiman 125 (protótipo) e Caiman 100

A apresentação do protótipo do Caiman 125 foi a grande novidade do encontro este ano, mas isso merece um post a parte, onde trarei mais detalhes do caiaque.

Hidro2Eko - Caiaques Solar e prancha de SUP Aloha

E mais uma vez houve o já tradicional Churrasco e o sorteio de vários brindes, entre eles 4 caiaques!

Foto - Caiaqueiros


"Ganhadores dos caiaques no 4º Encontro de Caiaques em Boiçucanga.

Sábado dia 08/11/14
Paulo de Oliveira foi sorteado com numero 160 que ganhou o Pinguim Fishing doado pela Caiaker.

Fagner Mantovani sorteado com o numero 248 ganhou um Safai Fishing doado pela Brudden Náutica.

Domingo dia 09/11/14
Nilton Dantas foi sorteado com o numero 14 ganhou um Caiaque Pinguim Fishing doado pela Caiaqueiros.

Ivan Silva de Amorim Junior foi sorteado com o numero 292 ganhou um Caiman 10 doado pela Hidro2eko

Os três caiaques equipados! os acessórios foram doados por Humberto do Pesqueiro 63, Marcel da Zagaia Lures, Emilio da Emifran, Delano da Monster3X, Rodrigo da Mutuca Radical e Sergio da Botto Coletes.
By Armageddon"

Ainda no sábado houve a palestra de segurança com o Capitão Fábio Ozorio.

Foto - Diego Alan


Infelizmente este ano não pude ficar para o segundo dia, mas pelo que ouvi falar foi igualmente legal.

Parabenizo por mais este belo encontro Armageddon e equipe, patrocinadores e apoiadores!

O 4º Encontro de Caiaques em Boiçucanga veio só confirmar que participar deste evento é sempre a certeza de rever velhos amigos, conhecer gente nova, se divertir e trocar idéias no maior alto astral!!

Que venha o 5º, 6º, 7º... que estaremos lá!

Foto - Caiaqueiro


- FIM -




quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Um pequeno recorte do IX Torneio de Pesca de Robalo de Bertioga


Este torneio é organizado pela Magic Fishing School, by Nelson Nakamura e Jairo Naca e esta foi sua 9º edição, que contou este ano com uma novidade, a inclusão da modalidade de pesca com caiaques. A organização da modalidade caiaques foi feita pelo Jean Fabricio Coqui da Amental Fishing.

Banner de divulgação


Com relação a organização e estrutura do evento como um todo, não posso utilizar outro adjetivo que não seja fantástico!

Achei o local delimitado para a pescaria com caiaque muito restrito e ruim, bem no movimento de entrada e saída das grandes embarcações, isso prejudicou um pouco o desempenho dos pescadores, pois na realidade todos os pequenos robalos foram capturados praticamente em um mesmo ponto, o que fez com que todos se acumulassem pescando por lá.

Como fui com a intenção apenas de participar da festa, sem nenhuma pretensão de nada, pois não conhecia o local de pesca tão pouco suas estruturas, isso me dá um certo alívio por ter saído "sapateiro".


Antes do início, caiaque esperando o momento de entrar na água:

Adesivado:

Número de identificação para o torneio:

Umas "selfies" 


Momento da largada da modalidade caiaque, mais de 40 caiaques participaram.

Pausa para o "almoço"

Fim do dia, sem peixe na linha 

Bom, eu não peguei nada, mas teve quem pegou.
Abaixo a classificação final do torneio na modalidade Pesca com Caiaque, os 5 primeiros colocados receberam um belo troféu!


Ao final, durante a premiação, houve um ótima confraternização com churrasco e bebidas a vontade, além de sorteios de vários brindes entre todos os participantes presentes, inclusive o sorteio de dois caiaques, um Caiman 100 da Hidro2Eko e outro da Brudden, que por capricho do destino saíram para dois caiaqueiros presentes!!

Ao menos no sorteio dei mais sorte, ganhei um belo molinete Fleming Hard Thin 30

Fiquei felizão!

:)

- FIM -